Bem vindos ao meu cantinho!

Oi pessoal! Este cantinho é para partilhar com vocês algumas ideias,
atividades, textos, etc; que possam de fato nos ajudar nesta caminhada na
educação, espero que vocês gostem e não esqueçam de deixar um comentário.




segunda-feira, 18 de abril de 2011

SUGESTÕES PARA TRABALHAR COM OS BLOCOS LÓGICOS

Blocos Lógicos Objetivos Despertar o pensamento propiciando a troca de experiências e conhecimentos; Fazer com que o aluno sabia debater idéias, levantar hipóteses, elaborar estratégias e aplicá-las, sempre por meio de situações-problema próximas à vivência do aluno para maior contextualização. Trabalhar com a geometria manuseando e manipulando objetos, embalagens e blocos lógicos, descobrindo seus elementos, suas características ou propriedades, as diferenças e semelhanças entre eles. Raciocinar, explorar e descobrir são fatores que desempenham importante papel no desenvolvimento da concepção de espaço. Formulação dos Problemas Mostrar os blocos lógicos aos alunos e propôr as seguintes perguntas para despertar sua observação: Quais são as figuras geométricas mais conhecidas? Vocês conhecem os blocos lógicos? Quais suas cores? E seus tamanhos? O que mais existe de diferente entre eles? Tempo da Atividade 4 aulas Material Uma caixa de blocos lógicos de madeira ou de cartolina; Cartolinas coloridas ou brancas, canetas ou lápis de cor, cola, régua, tesoura, papel ou caderno para as anotações; Saquinhos ou caixinhas para guardar o material de cartolina confeccionado pelos alunos; Veja a Oficina de Origami do eAprenderClique aqui Pesquisa na Infoteca: PolígonosTriângulosQuadriláterosVeja também em Jogos e Dinâmicas: Clique aqui. Planejamento 1º Sensibilização2º Concretização3º Integração4º Exposição Temas Transversais Ética: diálogo, respeito mútuo, justiça, responsabilidade, cooperação, organização, solidariedade; Pluralidade Cultural: Formação de um cidadão que utilize cada vez mais conceitos matemáticos em sua rotina; Trabalho coletivo; Compartilhar descobertas;Visão do mundo em diferentes culturas, momentos históricos e povos. Meio Ambiente:Conservação e cuidados. Execução Sensibilização: A Geometria exige uma maneira específica de raciocinar, explorar e descobrir, fatores que desempenham importante papel na concepção de espaço pela criança.As figuras geométricas mais conhecidas pelos alunos são o quadrado, o retângulo, o triângulo e o círculo que são trabalhadas desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Nas classes de educação infantil, os blocos lógicos, pequenas peças geométricas, criadas na década de 50 pelo matemático húngaro Zoltan Paul Dienes, são bastante eficientes para que os alunos exercitem a lógica e evoluam no raciocínio abstrato. Eles facilitarão a vida dos alunos nos futuros encontros com números, operações, equações e outros conceitos da disciplina. Sua função é dar aos alunos idéias das primeiras operações lógicas, como correspondência e classificação. Essa importância atribuída aos materiais concretos tem raiz nas pesquisas do psicólogo suíço Jean Piaget (1896-1980). Segundo Piaget, a aprendizagem da Matemática envolve o conhecimento físico e o lógico-matemático. No caso dos blocos, o conhecimento físico ocorre quando o aluno manuseia, observa e identifica os atributos de cada peça. O lógico-matemático se dá quando ela usa esses atributos sem ter o material em mãos (raciocínio abstrato). Concretização: 1ª Aula:Os exercícios com os blocos lógicos podem se estender por todo o programa do ano, sempre intercalados com atividades que empreguem outros tipos de material didático, como o material dourado ou Cuisenaire.Um jogo de blocos lógicos contém 48 peças divididas em três cores (amarelo, azul e vermelho), quatro formas (círculo, quadrado, triângulo e retângulo), dois tamanhos (grande e pequeno) e duas espessuras (fino e grosso). As peças podem ser de madeira ou cartolina, sem medidas padronizadas.Nessa aula você poderá confeccionar o material com seus alunos em cartolinas.1 - JOGO LIVRE:Primeiramente, promova o reconhecimento do material. Peça aos alunos para formarem desenhos com as formas dos blocos lógicos, observando e comparando as cores, os tamanhos e as formas.Esse trabalho poderá ser feito em grupo, pois os alunos através de diálogos, enriquecerão o conhecimento das características físicas de cada bloco.2 - JOGO DA CLASSIFICAÇÃO:Apresentar um quadro às crianças para que classifiquem os blocos. Crie junto com os alunos os atributos que serão dados para os tipos de blocos existentes. Exemplos:a) as quatro formas: círculo, quadrado, retângulo e triângulob) as duas espessuras: grosso e finoc) os dois tamanhos: pequeno e granded) as cores: amarelo, azul e vermelhoFaça em cartolina um quadro. Escolha alguns atributos e peça aos alunos que separem os blocos de acordo com os atributos escolhidos.Primeiramente, escolha apenas um atributo (quadrada). Exemplo: separar apenas as peças quadradas. Depois, vá acrescentando atributos (vermelha, fina, pequena).Os alunos irão completar o quadro com a peça quadrada, pequena, fina e vermelha. 2ª Aula: 3- JOGO QUEM ESTÁ COM A PEÇA?:Peça para cada aluno escolher um bloco lógico.A professora escolherá uma delas sem contar aos alunos qual é.Essa será a peça que deverá ser adivinhada. Apresente então um quadro com duas colunas. Supondo que a peça escolhida seja um triângulo pequeno, azul e grosso, você colocará no quadro apenas o primeiro atributo, perguntando:- Quem tem a peça azul?Todos os alunos que tiverem as peças azuis irão colocá-las no quadro. Em seguida, dê outra dica:- Quem tem a peça na forma triangular?Quem tiver colocado a peça que não for triangular, deverá ir ao quadro retirá-la. O exercício continua com os outros atributos até ficar apenas a peça que foi escolhida.A atividade estimula mais que a comparação visual. Também exercita a comparação sensorial entre o atributo e a peça que a criança tem na mão.Você poderá também fazer uma segunda coluna, a da negação (peças que não são da cor, do tamanho, da espessura e nem da forma pedida) que leva à classificação e ajuda a compreender, por exemplo, que um número pertence a um conjunto numérico e não a outro. 3ª Aula:4 – JOGO ADIVINHE QUAL É A PEÇADividir a classe em grupos e espalhar os blocos lógicos pelo chão. Para descobrir qual é a peça, as crianças farão uma competição. Dar um comando das características de uma peça (por exemplo: amarelo, triângulo, grande e fino) para um grupo. Em seguida, o grupo deve procurar e selecionar a peça correspondente para mostrá-la, o mais rapidamente possível, às outras equipes.A competição poderá ter como objetivo verificar qual grupo encontra a peça correta primeiro ou de qual grupo encontra mais peças corretas. À medida que acertam, recebem uma pontuação.Outra opção é de cada equipe desafiar os outros grupos da classe distribuindo eles mesmos os atributos. 4ª Aula: 5- O JOGO DAS DIFERENÇASNeste jogo os alunos observarão três peças sobre o quadro.Exemplo:1- triângulo, amarelo, grosso e grande;2- quadrado, amarelo, grosso e grande;3- retângulo, amarelo, grosso e grande;Eles deverão escolher a quarta peça (círculo, amarelo, grosso e grande) observando que, entre ela e sua vizinha, deverá haver o mesmo número de diferenças existente entre as outras duas peças do quadro (a diferença na forma).As peças serão colocadas pela professora de forma que, em primeiro lugar, haja apenas uma diferença. Depois duas, três e, por fim, quatro diferenças entre as peças. Os alunos farão comparações cada vez mais rápidas quando estiverem pensando na peça que se encaixe em todas as condições.6- JOGO O MESTRE MANDOUOs alunos deverão encontrar a peça que obedeça à seqüência de comandos estabelecida pela professora.A seqüência poderá ser iniciada com os atributos: círculo, azul e grosso. Os alunos escolherão a peça correspondente. O comando seguinte é mudar para a cor vermelha. Eles selecionarão um círculo grosso e vermelho. Em seguida, devem mudar para a espessura fina. Então, um círculo vermelho e fino deverá ser selecionado. A professora poderá continuar acrescentando comandos ou apresentar uma seqüência pronta. Faça depois o processo inverso. Os alunos serão apresentados a uma nova seqüência de comandos, já com a última peça. Eles deverão reverter os comandos para chegar à peça de partida. A atividade é essencial para o entendimento das operações aritméticas, principalmente a adição como inverso da subtração e a multiplicação como inverso da divisão. Use também a arte de dobrar papéis que é conhecida como origami. O origami é útil, ainda, para ensinar conceitos básicos de geometria. Da primeira à quarta série, você pode montar, junto com a turma, barquinhos, balões, chapéus de soldado, pirâmides, cubos e outros sólidos geométricos.Veja na Oficina de Origami do eAprender. Desse modo, a criança tem chance de visualizar conceitos abstratos como superfícies, linhas e pontos. Também é possível construir figuras planas — quadrados, retângulos e triângulos — que vão ajudar na explicação de ângulos, diagonais e lados. Integração: ARTES: Confecção dos blocos lógicos e dos desenhos. Trabalhar com os blocos lógicos na criação de painéis. HISTÓRIA: Pesquisar sobre os desenhos geométricos muito utilizado em obras de arte e construções. INFORMÁTICA: Com alunos do Ensino Fundamental os blocos lógicos, quando desenhados no computador usando a linguagem de programação Logo, o aprendizado é muito mais eficaz.EDUCAÇÃO FÍSICA: os alunos poderão observar todas as linhas da quadra de basquete e compará-las às figuras geométricas. Exposição: Proporcionar uma Exposição dos trabalhos e competições realizadas nas aulas. Conclusões e Aplicações Conclusões sobre as pesquisas, curiosidades e debates do grupo;Participação em todas as atividades, nas exposições, nos trabalhos e nas pesquisas;Avaliação do conteúdo nas diversas áreas.As atividades propostas pela professora: competições, trabalhos corporais, confecção de desenhos e a manipulação dos blocos lógicos. FONTE: NOVA ESCOLA

Nenhum comentário: